“Quarto do pânico” para amenizar o medo dos fogos no Réveillon

Embora este seja um ano atípico, em que as festas de Réveillon oficiais foram canceladas em muitas cidades do país, ainda assim haverá o barulho dos fogos de artifício. E muitos gatos ficam muito estressados e com medo! Como sua audição é muito mais sensível que a nossa, o som é amplificado e dependendo do nível de estresse, pode provocar até alteração dos batimentos cardíacos e da frequência respiratória. Isso é tão comum que a Federação Italiana de Associações para os Direitos dos Animais lançou em 2014 um guia sobre como agir nesta situação.

Em muitas cidades brasileiras os fogos com barulho já são proibidos. Mas se este não é o caso de onde você mora, mostramos como montar um ‘quarto do pânico’, para amenizar o estresse de nossos queridos. Vamos lá!

Foto de Sterling Higgins-unsplash
  • Escolha um quarto da casa para ser o refúgio deles na noite de 31 de dezembro. Dê preferência a um quarto a que eles já tenham acesso normalmente.
  • Feche as janelas e as cortinas. Para tentar abafar ainda mais o barulho, “forre” a janela uma colcha ou edredom.
  • Retire objetos de vidro ou pontiagudos que, na hora do medo, eles possam quebrar e se machucar.
  • Na cama, coloque um edredom ou colcha que chegue até o chão. Se ele se esconder embaixo dela, ficará em uma “toca segura”.
  • Ou faça ‘esconderijos’ com caixas de papelão ou mesmo com a caixa de transporte, tornando-as acolhedoras.
  • Deixe a iluminação suave, com apenas uma luz indireta acesa, e a temperatura agradável.
  • Ligue o rádio ou coloque um CD de música suave. Em um volume não muito alto, mas que dê para disfarçar o barulho de fora.
  • Deixe comida e água – encostados à parede, para evitar que derrubem. E a caixa de areia, afastada do resto.
  • Coloque os brinquedinhos ou objetos com que eles gostem de se divertir.
  • Deixe uma ou duas portas de armários abertas, com mantas ou toalhas, para que ele se sinta confortável caso queira se esconder. Atenção: coloque um calço na porta para que ela não corra o risco de fechar com o gatinho lá dentro. E certifique-se que não há nada que ele possa engolir ou que possa machuca-lo ou sufoca-lo!
  • Evite deixar juntos gatos que não se dão muito bem… Com o medo, eles podem brigar.
Foto de Ariana Suarez-unsplash

E se eles fugirem?

Se por descuido eles escaparem do quarto, em apartamento tenha cuidado com as varandas, se não forem teladas (sempre devem ser!). Na hora do medo, eles podem pular tentando fugir.

Em casas o perigo é maior, pois eles podem escalar o muro e ir para a rua. E os riscos são grandes: podem se perder, ser atropelados, alvo de maus-tratos…

Se seu gatinho for acostumado com coleirinhas ou adereços, coloque seu nome e telefone neles. Caso ele fuja, você poderá ser chamado.

Em caso de medo extremo, pergunte ao seu vet se ele recomenda algum medicamento que possa diminuir a ansiedade. Mas procure fazer isso se o caso dele for realmente extremo. E nunca o medique por conta própria!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s