Plantas tóxicas para gatos

Ter plantas em casa é conviver com um pedacinho de natureza… Mas algumas, bem comuns, podem causar danos aos gatos. As consequências do contato ou ingestão de plantas tóxicas vão de problemas dermatológicos até a morte – ou seja, de leve até um grave potencial tóxico para eles.

Por isso é tão importante saber o que deixar ao alcance de nossos amados. Veja por que eles comem plantas, o que podem causar, o que fazer (e o que não fazer!) ao notar envenenamento por plantas e como mantê-los afastados do perigo – embora nossa dica seja: não tenha plantas perigosas em casa! No final do texto, publicamos um guia com as principais plantas tóxicas para gatos, com fichas contendo qual a parte tóxica da planta, porque é perigosa, o que causa e os sintomas de intoxicação.

Foto de Matt em Unsplash - MÉDIO

POR QUE ELES COMEM PLANTAS

De forma geral, gatos filhotes costumam comer plantas por curiosidade ou por algum incômodo com o nascimento dos dentinhos.

Nos adultos, é comum comer pequenas quantidades de gramíneas e brotos, como uma “desintoxicação”. Isso favorece a eliminação de bolas de pelos, ajuda na formação de bolo fecal e auxilia no bom funcionamento gastrintestinal.

Além disso, fatores comportamentais (tédio, estresse, mudança de rotina) também podem fazer com que gatinhos que nunca se interessaram por atacar as plantas comecem a fazê-lo.

 

FIQUE DE OLHO!

É um instinto natural e geralmente eles sabem quais plantas ingerir. Entretanto, quando mesmo o consumo de plantas não-tóxicas se torna frequente, é preciso averiguar com o veterinário a causa.

 

O QUE PLANTAS TÓXICAS PODEM CAUSAR

Depende da planta: podem causar desde problemas tópicos, como dermatites, até serem fatais. Em todos os casos é preciso levar ao veterinário com urgência. Os principais males e os sintomas de cada transtorno ocasionado por plantas tóxicas são:

Dermatológicos

Um deles é a Dermatite Alérgica, ocasionada por contato. Causam vermelhidão, inflamação, dor, ardência e coceira na área afetada, podendo ocorrer alopecia (perda de pelo).

Digestivos

Gastrite aguda, diarreia, vômitos, gastroenterite hemorrágica e insuficiência hepática.

Cardíacos

Arritmias, dificuldade respiratória e parada cardíaca.

Renais

Os sintomas aparecem cerca de duas horas após a ingestão da planta e incluem vômitos. Com o passar do tempo, com o agravamento de insuficiência renal surgem anorexia, desidratação, fraqueza, apatia e distúrbio de micção.

Neurológicos

Salivação em excesso, tremores, dilatação da pupila, falta de coordenação motora e dificuldade de locomoção, espasmos, convulsões e alucinação.

 

MUITO IMPORTANTE!

Não tente induzir o gatinho ao vômito. Ele pode aspirar e desenvolver uma pneumonia.

Não dê leite ao desconfiar de intoxicação. Além de não fazer qualquer efeito ainda pode piorar se o gatinho tiver aspirado vômito.

O que se deve fazer é levar seu gato ao veterinário imediatamente se achar que ele ingeriu alguma planta tóxica!

 

COMO AFASTÁ-LOS DAS PLANTAS PERIGOSAS

O ideal é não tê-las em casa! Mas como algumas são extremamente comuns como plantas ornamentais, se a pessoa não quiser se desfazer deve evitar a qualquer custo que o gato consiga chegar até elas. Algumas dicas:

Dificulte o acesso

O que pode não ser fácil, pois eles conseguem atingir até lugares bem altos se quiserem. Uma alternativa é fazer um jardim vertical o mais alto possível, sem qualquer móvel por perto e com obstáculos que impeçam sua aproximação e não sejam “escaláveis” (uma rede de balanço, por exemplo).

Afaste-o de vasos e canteiros

Borrifando nas plantas uma mistura de água com cascas de frutas cítricas como limão ou laranja. Ou borrife nas folhas uma mistura de água e uma pitada de pimenta.

Preste atenção ao seu comportamento

Se ele não comia plantas e passou a fazer, isso pode indicar algum distúrbio comportamental causado por falta de atenção. Dedique mais tempo – e com melhor qualidade – ao seu filhote.

Mas repetimos… não tenha plantas perigosas em casa. É a melhor forma de prevenção!

ATENÇÃO!

Ao levar o gatinho ao veterinário, se não souber identificar a planta que ele ingeriu, leve uma amostra dela!

 

plantas toxicas quadrinho

 

ANTÚRIO

Anthurium andraeanum

Parte tóxica: toda a planta

Porque é perigosa: tem oxalato de cálcio, princípio ativo prejudicial para animais

O que causa: irritação das mucosas

Sintomas: inchaço na boca e na garganta, paralisia da língua, salivação excessiva, coceira intensa, náusea e vômito, edema na face, edema de glote, asfixia

 

AZALÉIA

Rhododendron spp

Parte tóxica: toda a planta, mas especialmente as folhas

Porque é perigosa: por conta de seu princípio ativo, andromedotoxinas, e por conter graianotoxinas, é muito perigosa, podendo levar à morte

O que causa: depressão do sistema nervoso central, depressão do sistema respiratório, alterações cardíacas

Sintomas: salivação e vômito intensos, diarreia, fraqueza, arritmia, falta de coordenação de movimentos musculares e de equilíbrio, dificuldade respiratória, convulsões

 

BICO-DE-PAPAGAIO

Euphorbia pulcherrima

Parte tóxica: toda a planta

Porque é perigosa: a própria seiva leitosa (chamada látex irritante) é tóxica em contato com a pele

O que causa: irritação nas mucosas e na pele e irritação em trato gastrointestinal

Sintomas: ulcerações bolhosas na pele e na mucosa oral, náusea, vômito, diarreia, salivação, dificuldade em deglutir, dor abdominal. Em contato com os olhos causa conjuntivite

 

COMIGO-NINGUÉM-PODE

Dieffenbachia spp

Parte tóxica: toda a planta

Porque é perigosa: muitas de suas substâncias são tóxicas, como o oxalato de cálcio e Enzimas proteolíticas

O que causa: de edema e irritação nas mucosas até asfixia e morte

Sintomas: prurido e coceira intensos, inflamação e inchaço da língua, irritação ocular e oral, náusea, vômitos, diarreia, salivação, dificuldade de deglutir, dor abdominal, dificuldade de respiração, dor intensa, asfixia, morte. Também podem ocorrer danos às funções renal e neurológica

 

COPO-DE-LEITE

Zantedeschia aethiopica

Parte tóxica: toda a planta

Porque é perigosa: tem o mesmo grau de toxidade do Comigo-Ninguém-Pode, como seu princípio ativo, o oxalato de cálcio

O que causa: irritação nas mucosas, dor severa, edema de lábio, língua e palato. Em contato com os olhos gera edema, fotofobia e lacrimejamento

Sintomas: salivação excessiva, coceira intensa e edema na face, inchaço e paralisia da língua, vômitos, dor severa, asfixia

 

COROA-DE-CRISTO

Euphorbia milii

Parte tóxica: toda a planta

Porque é perigosa: a substância contida na seiva, chamada látex irritante

O que causa: irritação nas mucosas e na pele

Sintomas: ulcerações bolhosas na pele e na mucosa oral, inchaço, dor e vermelhidão por contato, salivação, vômitos e diarreia, dor abdominal. Pode causar conjuntivite em contato com os olhos

 

COSTELA-DE-ADÃO

Monstera deliciosa

Parte tóxica: folhas

Porque é perigosa: embora o fruto possa ser comestível, as folhas, quando ingeridas, produzem efeitos danosos; a presença do látex e do oxalato de cálcio

O que causa: irritação nas mucosas e, em contato com os olhos, pode causar lesão na córnea

Sintomas: salivação, coceira intensa e edema na face, vômitos, paralisia da língua.

 

DEDALEIRA

Digitalis purpurea

Parte tóxica: folha e flor

Porque é perigosa: suas substâncias são muito tóxicas, tornando-a especialmente perigosa pela presença de glicosídeos cardiotóxicos (a ingestão afeta diretamente o coração)

O que causa: distúrbios cardíacos

Sintomas: vômitos, diarreia, bradicardia (quando o coração bate mais devagar), arritmia

 

ERVA-MOURA

Solanum nigrum

Parte tóxica: toda a planta

Porque é perigosa: pela elevada concentração do alcaloide solanina, defesa natural da planta que atua como pesticida contra insetos e fungos

O que causa: alterações no sistema nervoso

Sintomas: vômitos e diarreia, dilatação da pupila, falta de coordenação de movimentos musculares voluntários e de equilíbrio, fraqueza, sonolência

 

ESPADA DE SÃO JORGE

Sansevieria trifasciata

Parte tóxica: folhas e rizomas

Porque é perigosa: pela presença de oxalato de cálcio

O que causa: muito perigosa para gatos, pode levar à morte

Sintomas: salivação em excesso, irritação nas mucosas, dificuldade para se movimentar, dificuldade respiratória

 

ESPIRRADEIRA

Nerium oleander

Parte tóxica: toda a planta, mas principalmente folhas mortas ou quando a planta seca

Porque é perigosa: pela presença de glicosídeos cardiotóxicos

O que causa: problemas cardíacos, coma, morte

Sintomas: vômitos, diarreia (podendo conter sangue), arritmia, ataxia (perda da coordenação de movimentos musculares voluntários e de equilíbrio), dispneia (respiração rápida e curta), paralisia, coma. Os sintomas podem ser observados até um dia após a ingestão

 

HERA

Hedera helix

Parte tóxica: toda a planta, especialmente seus frutos

Porque é perigosa: por conter saponinas tóxicas

O que causa: dermatite e erupções (por contato) e até disfunções gastrintestinais, renais, respiratórios, neurológicas em casos graves (grande ingestão)

Sintomas: irritação ocular e oral, irritação e coceira severa na pele (por contato), dificuldade para engolir, disfunção respiratória, vômitos e diarreia, espasmos, aceleração do ritmo cardíaco. Pode acontecer alterações nas funções renal e neurológica

 

HORTÊNSIA

Hydrangea macrophylla

Parte tóxica: toda a planta, mas especialmente folhas e hastes

Porque é perigosa: o princípio tóxico da planta são os glicosídeos cianogênicos, que têm potencial para se transformar em cianeto quando expostos ao ácido estomacal. Entretanto, envenenamento por cianeto de hortênsias é considerado raro.

O que causa: alteração no transporte de oxigênio e do sistema nervoso central

Sintomas: arroxeamento nas mucosas, dor abdominal, vômitos, flacidez muscular, letargia, falta de coordenação motora, coma

 

LÍRIO

Lilium spp

Parte tóxica: toda a planta é extremamente tóxica

Porque é perigosa: todas as partes da planta são tóxicas, incluindo o pólen, muito embora o princípio ativo causador da toxicidade seja até hoje desconhecido

O que causa: transtornos digestivos, hepáticos, falência renal aguda, morte

Sintomas: vômitos e diarreia, dor abdominal, letargia e mal-estar geral, anorexia, desidratação, depressão, hálito forte

 

MAMONA

Ricinus communis

Parte tóxica: toda a planta, mas especialmente as sementes

Porque é perigosa:  por conta de seu princípio ativo, a ricina

O que causa: ao bloquear a síntese de proteínas, causa morte celular

Sintomas: vômitos, diarreia, salivação em excesso, arroxeamento das mucosas, dor abdominal severa, sangue nas fezes, fraqueza, falta de coordenação de movimentos musculares voluntários e de equilíbrio, desidratação, convulsões. Os sintomas podem aparecer até três dias depois da ingestão.

 

NARCISO

Narcissus

Parte tóxica: principalmente o bulbo

Porque é perigosa: pela presença de licorina e outros alcaloides

O que causa: problemas dermatológicos (por contato), gastrintestinais e cardíacos (por ingestão), que podem levar à morte

Sintomas: vômito, salivação, diarreia. Grandes ingestões causam convulsões, pressão arterial baixa, tremores e arritmias cardíacas

 

PALMA-SAGU / PALMA DE RAMOS

Cycas revoluta

Parte tóxica: toda a planta, mas especialmente as sementes

Porque é perigosa: pela presença de cicasina e outras toxinas que causam problema neurológico

O que causa: disfunção hepática e neurológica

Sintomas: vômitos, diarreia, fezes com sangue, inchaço abdominal, falta de coordenação motora, convulsão, mucosas amareladas

 

VIOLETA

Viola odorata

Parte tóxica: caule e sementes

Porque é perigosa: pela alta concentração de ácido tânico e salicílico e pela presença de violinha

O que causa: gastrites severas, depressão circulatória e respiratória

Sintomas: vômitos, diarreia, gastrite, respiração ofegante ou debilitada

 

TULIPA

Tulipa spp

Parte tóxica: bulbo

Porque é perigosa: porque contém tulipalina A e B

O que causa: irritação gastrintestinal

Sintomas: irritação oral, salivação excessiva, vômitos e diarreia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s