EVITANDO ACIDENTES DOMÉSTICOS 3: Choques

Choques elétricos são um perigo para todos. Se em nós o estrago pode ser grande, imagine nos gatos, que têm uma massa corporal muito menor (ou 1/20 de um homem adulto)! Para evitar este acidente doméstico, algumas atitudes simples podem ser implementadas em casa, em relação aos maiores fatores de choque em gatos: tomadas, eletrodomésticos, fios e cabos elétricos e cercas eletrificadas.

COMO EVITAR CHOQUES COM TOMADAS

1

  • Eles amam explorar tomadas, mas um dedinho ou mesmo a ponta da cauda em contato com o interior pode causar sérios danos. Outra coisa: principalmente gatos machos não castrados urinam para marcar seu território. Se por acaso ele urinar em uma fonte de alimentação ou de energia elétrica, pode causar uma descarga.

2

  • O mesmo vale para os filtros de linha, cujas tomadas que ficam expostas.
  • Use protetores em todas as tomadas da casa. Se não tiver, tampe-as com fita isolante.

 

COMO EVITAR CHOQUES COM APARELHOS DOMÉSTICOS

3

  • Torradeira ligada é um perigo em potencial – a curiosidade fará com que eles tentem pegar o que tem dentro. Se estiver ligada à tomada…
  • Outros aparelhos como liquidificador, mix, batedeira e sanduicheira também oferecem perigo se estiverem ligados à corrente elétrica (tanto de choque como de outro tipo de acidente, como corte ou queimadura). Fique de olho quando estiverem em funcionamento!
  • Geladeira, micro-ondas, máquinas de lavar roupa e louça são ligados à eletricidade. Se o espaço for suficiente para o gato alcançá-los, mantenha os fios retesados, encapados ou escondidos em canaletas plásticas.

4

  • Tenha o mesmo cuidado com os cabos de TV, som, computadores e impressoras.
  • As raquetes mata-mosquitos também são perigosas. Certifique-se que estão desligadas se não estiverem na sua mão, “em ação” contra os insetos.
  • Mantenha o celular em carregamento fora do alcance de seu gatinho. Uma dica: faça um furo na parte de trás de uma caixinha de papelão e coloque o celular dentro para carregar (bem próximo da tomada). Passe o fio pelo furo, deixando apenas uma pequena parte à vista, ligado na tomada.
  • Sempre tire os aparelhos elétricos e eletrônicos da tomada após usá-los (e tampe a tomada com protetor). Além de mantê-los protegidos, é uma ótima maneira de economizar energia!
  • A tecnologia vem propiciando cada vez mais aparelhos sem fio. Dê preferência a eles.

 

COMO EVITAR CHOQUES COM FIOS E CABOS ELÉTRICOS

5

Fios elétricos são perigosíssimos. Eles podem ter queimaduras graves ou mesmo ser eletrocutados se mastigarem um fio ligado à eletricidade.

Por que eles amam mastigar cabos e fios?

Porque os fios balançam ao toque, o que se transforma em um atrativo e uma brincadeira. O que pode levar à “ideia” de mastigá-los.

Porque é um hábito que costuma acontecer quando são bebês: quanto começa a dentição, eles mastigam o que estiver ao alcance! Na maioria das vezes, isso some a partir do segundo ano de vida.

Se após esta idade o hábito continuar é porque virou obsessivo.

O que pode causar?

Varia de acordo com a intensidade do choque. Eles podem queimar a língua ou outras partes da boca, perder dentes e, na pior das hipóteses, causar danos internos que podem levar à morte.

Como prevenir?

  • Mantenha em gavetas aparelhos que contenham fios após utilizá-los, para que os gatinhos não se acostumem a brincar com eles.
  • Fios ligados à tomada que não têm como ser escondidos não devem ficar frouxos, balançando, o que atrai a atenção. Prenda-os com fita adesiva ou velcros à parte de trás de um móvel, “camuflando” o fio ao mobiliário. Ou mantenha-os retesados, firmemente presos à parede ou ao rodapé. O ideal é inserir fios aparentes em canaletas plásticas.
  • Cuidado com o fio das luzinhas da árvore de Natal. Ao mordê-los, eles podem sofrer queimaduras na língua e na boca.
  • Alguns aromas afastam os gatos. Há produtos no mercado que repelem sem fazer mal à saúde deles. Borrife os fios com o produto (e não esqueça de deixar secar muito bem antes de liga-los à tomada!).
  • Lembre-se que fios soltos sob ou atrás dos móveis estão escondidos dos olhos das visitas e fora do alcance de crianças. Mas não de seu gato!

 

COMO EVITAR CHOQUES COM CERCAS ELETRIFICADAS

6

Cercas elétricas são um fator de proteção para os humanos mas um enorme perigo para os gatos! Seus hábitos (exploração noturna e equilíbrio, por exemplo) favorecem que eles estejam exatamente onde as cercas são instaladas: nos muros!  Uma média de 5% dos atendimentos veterinários de emergência por traumas (incluindo atropelamentos) são causados por choques em cercas eletrificadas. E em 33% dos atendimentos os gatinhos não sobrevivem…

O que pode causar?

Os danos incluem queimaduras nas patas e boca, alterações neurológicas, convulsão, taquicardia, parada cardiorrespiratória, perda de consciência. Além disso, se ele ficar inconsciente e cair, pode ainda sofrer fraturas, traumatismo craniano, hemorragias e edemas. E ainda há o trauma psicológico.

Se você tem cerca eletrificada em casa, antes de acioná-la certifique-se de que todos os seus filhotes estão dentro de casa. E, claro, não esqueça de desligá-la antes de deixá-los sair.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s