Humanos e os sons (ouvidos e emitidos) pelos gatos

tipped-ears-2542986_1920

Os sentidos dos gatos são tão interessantes quanto eles! O olfato é a ‘linguagem’ que o gato mais utiliza – por isso eles também se comunicam através de odores, como quando querem demarcar seu território. Mas os sons também fazem parte de seu ‘vocabulário’. Como os miados e barulhinhos emitidos pelos gatos (e sua capacidade auditiva) têm relação com os sons que eles recebem do mundo humano?

Em primeiro lugar, os gatos têm uma capacidade de audição bem maior do que a nossa, em relação ao hertz, que é a unidade de frequência do movimento vibratório, como as ondas senoidais (de rádio ou sonoras). Por isso têm menos resistência a sons estressantes. Olha só a comparação dos intervalos captados entre nós e eles, do mais grave ao mais agudo:

Humanos: de 30 Hz a 20.000 Hz

Gatos: de 30 Hz a 65.000 Hz

Algumas frequências só eles conseguem captar – e isso é o primeiro passo para entender porque eles têm mais ou menos tolerância aos sons que enviamos!

cat-1986499_1280

Segundo estudos, os gatos usam até 12 sons apenas para se comunicar (e cerca de até 100 diferentes para outros fins), em diversas frequências: de um ronronado leve (nos filhotes) e grave (nos adultos) até as ‘bufadas’ (os sons que precedem uma briga…), grunhidos (ou mesmo gritos, sinal de briga!), e miados (curtos ou longos, graves ou muito agudos).

E há um miado específico para cada caso. É claro que cada gatinho é único (com “tom” ou emissão de voz diferentes), mas em regra geral a duração e a frequência do miado ajudam a decifrar seu significado:

Satisfação: tom médio, de curta duração

Solidão: mais aguda e de longa duração

Aborrecimento: tom grave

 

COMO ELES ‘DECIFRAM’ OS SONS QUE ENVIAMOS

cat-579166_1920

A relação aos sons que captam de nós tem uma profunda relação com os que emitem entre eles. Portanto, suas reações aos sons humanos são percebidos segundo sua própria perspectiva. Isso explica algumas reações – satisfação, relaxamento ou estresse – ao que ouvem do mundo:

Sons agudos (próximos aos 65.000 Hz) são emitidos quando os filhotes chamam por sua mãe ou irmãos.

Por isso, sons de alta frequência causam estresse.

Sons graves correspondem aos emitidos por gatos em estado de alerta (os grunhidos e as bufadas), ou quando se sentem ameaçados.

Portanto, eles reagem com inquietação a eles.

Esses são os sons aos quais eles reagem por natureza. Isso explica porque a relação entre nós e eles também devem passar pelos sons e o barulho a que os submetemos. De alguns eles gostam. Outros, verdadeiramente odeiam…

 

ELES GOSTAM:

cat-2010254

  • Fala mansa e suave
  • Fala ‘normal’, sem estridência
  • Música sem frequências muito altas, como a clássica

 

ELES NÃO GOSTAM:

cat-2034833

 

  • Gritos ou emissões de longa duração
  • Frequências altas de qualquer espécie (buzinas, música estridente, alarmes, certas máquinas ou eletrodomésticos)

 

Depois de saber disso, faça com que ele se sinta bem com os sons que você emite para ele e o barulho da casa. E preserve seu gatinho dos sons que o deixam estressado; pense duas vezes antes de colocar aquele heavy metal em altos brados enquanto ele estiver por perto…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s