Gengivite ou Estomatite Felina

cat-1843241_1280

Já deu uma olhada na boca de seu gatinho hoje? É importante estar atento aos primeiros sinais de Gengivite, ou Estomatite Felina. Esta é uma doença incômoda e que afeta a qualidade de vida e o bem-estar dos nossos amados!

A Gengivite, ou Estomatite Felina, é uma doença infecciosa crônica e de evolução lenta. Por isso mesmo, muitas vezes passa despercebida no início. É muito comum, e sua consequência são lesões doloridas na mucosa da cavidade oral e até a perda dos dentes, o que diminui a qualidade de vida dos gatinhos.

Quanto mais cedo for detectada, menor é o impacto sobre o bem-estar dele. Por isso, periodicamente dê uma olhada na boca dele!

 

cat-1739091_640

CAUSAS

Embora a causa exata ainda não esteja determinada, sabe-se que bactérias da microflora oral e alterações no sistema imunológico podem desencadear infecções virais como a Estomatite. Acredita-se também que outros agentes, principalmente vírus como o Calicivírus Felino, o Vírus da Imunodeficiência Felina (FIV) e da FeLV, podem desenvolver a doença.

 

SINTOMAS

O primeiro sintoma é inflamação na gengiva. Os sintomas abaixo aparecem na sequência, de forma lenta. Por isso fique atento a este primeiro aviso, para iniciar o tratamento logo no início.

  • Salivação excessiva
  • Mau hálito
  • Lesões ulcerosas na boca e na língua
  • Dificuldade para comer por causa da dor (e consequente perda de peso)
  • Dor quando tentamos abrir sua boca
  • Perda de dentes

Uma dica: um sinal de que o gatinho pode estar com Estomatite é ele passar a patinha constantemente na boca, para demonstrar que está com dor.

 

TRATAMENTO

No exame clínico já é possível detectar a Estomatite – e o estágio da doença. Exames como a análise laboratorial do tecido afetado e de sangue auxiliam na exatidão do tratamento, que vai depender do grau da infecção. Uma vez que é crônica e não tem cura (embora não seja fatal), medicamentos e outras ações reparadoras são prescritos para aliviar a inflamação, os sintomas e o desconforto. Em certos casos, só é resolvido com a extração dos dentes molares e pré-molares.

cat-1225756_640

DICAS

Coloque-se no lugar do seu gatinho: se há alguma dor ou machucado na boca, comer se torna um sacrifício. Por isso, algumas medidas devem ser tomadas em casa:

  • Mude a ração de seca para úmida, para que ele possa comer sem dificuldade ou dor.
  • Mesmo com a mudança, ele pode resistir a comer, pela memória da dor. Incentive-o, dando um pouquinho da comida na boca, para mostrar que “essa não dói”…
  • Se ele perdeu peso e continua comendo menos, converse com o veterinário sobre um complemento nutricional. Mas sempre com a prescrição e orientação do vet!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s